0

Confiante, Thales Leites Ainda Sonha com o Cinturão: “Não Estou Morto”

Administrador agosto 4, 2016 Views 226

Thales Leite viu sua sequência de 8 vitórias, 5 delas em sua segunda jornada pelo UFC, chegar ao fim com 2 derrotas consecutivas, para Michael Bisping e Gegard Mousasi.
Mas o brasileiro, que tem 25 vitórias e 6 derrotas, ainda permanece confiante – inclusive sobre a possibilidade de chegar ao titleshot.

“Thales não está morto. Ainda estou treinando e lutando. Esse é um pequeno contratempo que eu vou deixar pra trás com mais uma vitória.”

“Em nenhum momento eu me senti desmotivado. Eu estou pronto e muito confiante para a minha próxima luta. Eu vou seguir em frente. Não existe uma coisa chamada máquina do tempo. Ninguém jamais foi capaz de voltar no tempo para corrigir alguma coisa. Por isso, trabalhamos para um futuro melhor. O nosso esporte é um esporte individual, onde tudo pode acontecer. Estou focado e pronto, e sairei vitorioso desta vez. Tenho certeza disso.”

Referindo-se à sua derrota para Bisping, Thales disse ter superado e usado como aprendizado:

“Quanto mais você vence, mais difícil a competição fica. Eu lutei com Bisping e perdi por decisão dividida, o que significa que qualquer um podia ter vencido. Apesar disso, eu claramente perdi para Mousasi, ele dominou aquela luta.”

“Mas essas coisas acontecem. Eu assisti aos meus erros muitas vezes. Eu sei o que deu errado. Estou trabalhando duro para não cometer os mesmos erros. É assim que aprendemos. Essas coisas acontecem na vida e principalmente em nosso esporte. É um esporte individual. Existem dois atletas de alto nível no octógono – dois seres humanos. Aquele que comete o mínimo de erros e é mais agressivo tem a maior possibilidade de vencer.”

Prestes a enfrentar Chris Camozzi (24-10) no próximo sábado, 06 de agosto, Thales analisa seu oponente, que tem três vitórias seguidas, sendo a última sobre Vitor Miranda:

“Chris Camozzi é um adversário muito difícil, com muita experiência. Eu estive o observando por um longo período de tempo. Ele tem um grande alcance para a nossa categoria. Ele é canhoto, com uma boa trocação. Então eu não posso deixá-lo se sentir confortável. Ele gosta de andar pra frente, mas às vezes ele contragolpeia. Então, sabemos de tudo isso. Estou ciente de suas melhores qualidades, mas eu também sei das minhas. A especialidade dele é a trocação mas isso não significa que ele não pode se dar bem no chão. Ele não é ruim no chão.”

“Vamos ver como vai ser. Eu posso nocauteá-lo ou finalizá-lo, ou ele pode me fazer o mesmo. Quando cada luta começa, há 50% de chance de você vencer. Vejo as qualidades dele, mas eu tenho muito mais confiança nas minhas.”

Motivado, Thales ainda tem esperanças de disputar o cinturão do UFC mais uma vez (a primeira vez foi em 2009, contra Anderson Silva):

“… Eu penso sobre as coisas uma luta de cada vez. Meu plano sempre é focar na minha próxima luta e na vitória. Claro, eu estou lutando para que eu possa ter outra chance de novamente disputar o cinturão – e espero ganhar. Eu tenho fé que eu posso chegar lá. Mas é um caminho árduo. Há muitas pessoas com a mesma intenção. Um lugar ao sol não é para todo mundo, mas vamos atrás disso. Vamos reavaliar as coisas depois desta próxima luta.”

O UFC Fight Night 92 acontecerá neste sábado, dia 06 de agosto, na Vivint Smart Home Arena em Salt Lake City, Utah (EUA).

Avalie esta postagem.
0
Categories
Chat entre os membros do siteVocê pode bater um papo. Clique aqui para abrir o chat público!+